'Brasil precisa continuar no caminho de ajustes e reformas', diz presidente do BC em Almoço-Debate LIDE

May 28, 2018

Responsive image
SÃO PAULO, 28 de maio de 2018 /PRNewswire/ — O LIDE – Grupo de Líderes Empresariais reuniu, nesta segunda-feira, 28 de maio, empresários e autoridades em Almoço-Debate com o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn. “O Brasil precisa continuar no caminho de ajustes e reformas para manter a inflação baixa, a queda da taxa de juros estrutural e a recuperação sustentável da economia”, defendeu. Conduzido pelo vice-chairman do LIDE, Roberto Giannetti da Fonseca, o evento abordou “As Perspectivas Macroeconômicas para 2018”.
Questionado sobre o impacto da greve dos caminhoneiros na economia, Goldfajn garante ser algo temporário. “Na taxa de inflação, importa o que acontece ao longo do ano. Esses choques do dia a dia não influenciam a política monetária. Ela é muito resiliente”, pontuou.
Segundo o economista, as expectativas com a inflação estão ancoradas e a previsão é de um crescimento de 2,5% no PIB. “O mercado de crédito apresenta melhoras. As taxas de juros bancárias, medidas pelo Indicador de Custo de Crédito (ICC), seguem em queda e, em março, atingiram 27,1% a.a. para as famílias e 15,2% a.a. para as empresas”, detalhou o economista.
O presidente do BC disse ainda que não está satisfeito com a velocidade da queda dos juros. “Queremos que a redução seja mais rápida, para que tenhamos logo crédito mais barato para famílias e empresas”, afirmou. Neste sentido, o Comitê de Política Monetária (Copom) – que estabelece a taxa de juros Selic – vai continuar a reavaliar o percentual, mantido na última reunião em 6,5%.
Em relação à taxa de juros do cartão de crédito rotativo regular (para aqueles que pagam o saldo mínimo), caiu de 14,9% ao mês em março de 2017 para 10,8% ao mês em março de 2018 e, em termos anualizados, reduziu quase pela metade. “A Câmara dos Deputados aprovou recentemente o cadastro positivo.”
Ilan Goldfajn elencou também outros dados positivos da economia brasileira. “Nosso déficit de conta corrente é menos de 0,5% do PIB. A expectativa é zerá-lo ou mesmo positivá-lo. Temos mais de US$ 380 bilhões de reservas internacionais, o equivalente a 20% do PIB”, ressaltou.
Esta edição do Almoço-Debate LIDE teve patrocínio do AGIBANK, ALBUQUERQUE & ALVARENGA ADVOGADOS, AUDI, BRAGA NASCIMENTO & ZILIO ADVOGADOS, BRD, COSAN, GOCIL, GRUPO COMOLATTI, MAPFRE, MULTIPLAN, NELSON WILIANS & ADVOGADOS ASSOCIADOS, PPG, UBS, UNITEDHEALTH GROUP E WALD ANTUNES VITALONGO BLATTNER. Os fornecedores oficiais foram 3 CORAÇÕES, CDN COMUNICAÇÃO, RODOBENS COMUNICAÇÃO EMPRESARIAL, CORPORATE IMAGE, ECCAPLAN, MISTRAL E VINCI e PROGRAMASOM. E os mídia partners REVISTA LIDE, PR NEWSWIRE e RÁDIO JOVEM PAN.
Contato: Fábio Souza
Tel: (11) 3643-2813 – fabio.souza@cdn.com.br
Foto – https://mma.prnewswire.com/media/697667/LIDE_Ilan_Goldfajn.jpg
FONTE LIDE
SOURCE LIDE
Category: General